quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

PERDAS

A chuva impiedosa caiu sem dó!
Enquanto dormiam não viam
a casa deslizando no morro.
O que juntaram, do que sonharam
na lama ficou.
No meio dos destroços, uma porta.
Nela se lia" Lar doce Lar"
e na janela desenhados,
dois corações flexados, estrelas e luar.

Rosa Negra- rosabgontijo-20/01/2011