sábado, 11 de junho de 2011

COBERTOR
 

Quando, na madrugada fria,
Procuro seu corpo para um aconchego,
Para me aquecer do frio,
Sua mão para um carinho,
Sua boca ressonando...
Te vejo dormindo como uma criança.

Cubro com meu corpo o seu corpo,
Enlaço, abraço, te beijo.
Meu homem forte está com frio.
A mim entregou todo seu calor,
O que restou a ele devolvo,
E somos dois a retirar o cobertor.

Rosa Negra- rosabgontijo-29/12/2007