quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

NATAL PARA SEMPRE ENCANTAMENTO

Naquela casinha de madeira
Pinheiro, luzes piscando,
Neve caindo de mansinho,
Estrelas incontáveis no céu.

A casa, verde e vermelho,
Cercas branquinhas,
Janelas com cortininhas e babadinhos,
Me levou a sonhar com Papai Noel e renas

Brincaria com ursos enormes, mansos,
Esquilos tão bonitinhos, passarinhos,
Trutas saltando no riacho,
Na varanda, cadeira de balanço.

Porque fazem coisas tão lindas,
Que levam gente grande,
Querer ser criança, de novo?
Já cresci, não posso caber ali!

Quero voltar no tempo,
Quero ficar pequena,
Como nas histórias,
Onde nunca envelhecemos!

Nos meus sonhos desenhei
Fiz na mata, uma casa igual.
Quando entro nela,
Sinto todo encantamento
Penso sempre que é Natal!

Rosa Negra- rosabgontijo-13/12/2007