segunda-feira, 4 de abril de 2011

ESPETÁCULO

Abriram-se as cortinas
No palco os artistas.
Trajes brilhantes
Com luzes seduziam.
Pierrot triste por não ter seu amor...
A fada, a mocinha, a vilã...
Como todo espetáculo que se preze.
Cada um com sua fantasia
Encena seu papel.
No final tiram as máscaras.
A platéia não via, mas a peça entristecia.
Era fraca, já conhecia o final.
Não houve surpresa, talvez alegria.
Acabou com choro, sem despedida.
Terminou o show da vida.

Rosa Negra- Rosabgontijo-19/11/2009